Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livro de Reservas

Bem vindos ao Blog de uma Técnica Superior de Turismo. Dificuldades, Histórias, Curiosidades, Horas de Desespero e de Realização.

Livro de Reservas

21.Set.17

Rabiscos - XXII

Mi

Sentou-se a apreciar o sol de outono, quase um ano depois, no mesmo sítio. Se ela soubesse o que precisaria de caminhar, até ter sentido este desapego, não teria tido nenhuma recaída pela sua jornada, não teria alimentado tantas vãs expectativas. Assim, o caminho teria sido mais curto, mas talvez menos produtivo. A vida é tão irónica que ao procurar casa foi instalar-se, exactamente, no mesmo bairro que ele. E ela perguntava-se porquê da vida teimar em juntá-los, com toda a mágoa que isso sempre lhe provocou.

Passou muito tempo. Brotaram muitas lágrimas até a dor desaparecer, até o sentimento morrer e ter deixado apenas indiferença. As mensagens já não lhe trazem pulos de alegria, nem um nó no coração, já não o quer ver mais. Não ambiciona cruzar-se com ele, acidentalmente, na rua. Deixou de o perseguir virtualmente e percebeu o jogador que ele era, que há muito tempo lhe bateu à porta. Ela desapareceu da vida dele, simplesmente, devagarinho e, mesmo assim, ela sentia que lhe despertava curiosidade. O silêncio dela fazia com que ele a procurasse. Ela perguntava-se porquê, mas deixou de ceder.

 

Estremeceu e acordou dos seus pensamentos assim que sentiu um abraço sorrateiro, confortável e protector. Tinha outro homem na sua vida. Sorriu, levantou-se e aconchegou-se nos braços que a resgataram, de novo, para a felicidade.

(Este texto está em Desacordo Ortográfico)