Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livro de Reservas

Bem vindos! Sou apenas uma Turista cheia de bagagem, em viagem pela Vida, registando Reservas aqui e ali num Hotel chamado mundo.

Livro de Reservas

05.Out.14

O que precisa de saber na 1ª aula de Yoga

Mi
 Sou uma pessoa dada a experimentações e se há coisas que me despertam curiosidade são aulas de grupo de demonstração de qualquer actividade física, porque sei que, à partida, quem vai lá também não percebe muito "da coisa" e assim, fico-me a sentir menos inculta.
Este fim de semana, decidi experimentar, pela primeira vez, uma aula de Yoga Lu-Jong (Yoga tibetano de cura). Estava super entusiasmada com a iniciativa e cheguei com muitas expectativas. Nunca tinha experimentado nada do género, mas sentia-me à vontade, apesar de não saber, quase, "para o que ia".
Depois daquela hora de yoga aprendi coisas essenciais que me vão servir para futuras aulas de yoga (e similares), que vou deixar aqui, para o caso de alguém se encontrar, um dia, eventualmente, na mesma situação que eu.
Ora aqui está a lista das 8 coisas que aprendi:

1 -  É muito importante, muito importante mesmo, andar sempre com os pés minimamente mimados (unhas cortadas, peles tratadas, calos escondidos e se possível, alguma cor nas unhas - ter o dedo grande com a verniz a cascar e ter o dedo a seguir só com um vestígio de verniz não conta...) Se por acaso os seus pés têm sido negligenciados, vai estar a aula toda preocupado (a) com este membro de locomoção e não vai relaxar nem vai preparar o corpo para transformar a mente. Mas também poderá utilizar a solução que lhe apresento no ponto 2:

2 - Ainda sobre os pés, não calce umas meias quaisquer: poderá precisar delas para "tapar as vergonhas" citadas no ponto 1. E não importa o que venha... não as tire, nunca! Nem que os seus pés estejam a ferver. Porque se tiver que ficar muito próximo a alguém da sala, pelo menos os seus pés estão cobertos. É muito importante. Acrescente pontos extra combinando padrões divertidos às suas meias.

3 - Sobre "arranjar um par" para fazer algum dos exercícios da sessão... Escolha sempre alguém do seu sexo. Ou vai arriscar-se a ser apalpado (literalmente!), involuntariamente, por alguém que não conhece de lado nenhum. Quase que me espalhava nesta... Obrigada, senhora dos caracóis, por me ter piscado o olho. Conquistou-me.

4 - Vão existir sempre aquelas pessoas já praticantes que levarão o seu tapetezinho de yoga, roupa a combinar e com o seu ar sereno característico. Não se deixe intimidar! Faça a sua melhor cara de Rambo e aguente aquele exercício que vai desafiar o seu equilíbrio e a elasticidade da sua coluna.

5 - Eventualmente, poderá sentir-se um pouco perdido nas instruções. Basta olhar para os "já praticantes". E coloque também um ar sereno e descontraído, para passar a imagem que percebe mesmo daquilo.

6 - Pelo sim, pelo não, vá exercitando aquele cruzar de pernas "à chinês". Pode ser doloroso e desconfortável na primeira aula.

7 - Muito, muito importante: não se esqueça de respirar. Se não, vai acabar todos os exercícios com uma dor de cabeça inigualável.

8 - Se ficar na última fila, vai ter pesadelos com rabos toda a noite. Se ficar entre as duas primeiras, lembre-se que o seu rabo vai ser o motivo de pesadelo das pessoas das filas de trás.

Depois desta experiência, já me enchi de coragem para fazer outras coisas mais agressivas, tipo Body Pump, Body Jump, Body Combat ou qualquer outra coisa que meta Body pelo meio.



(Este texto está em Desacordo Ortográfico)