Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livro de Reservas

Bem vindos ao Blog de uma Técnica Superior de Turismo. Dificuldades, Histórias, Curiosidades, Horas de Desespero e de Realização.

Livro de Reservas

08.Dez.15

Monólogo interior

Mi

Posso vir para aqui choramingar um bocadinho?... É só um bocadinho...

No meio de tanta coisa fofa, encontram-se pelo meio coisas que me fazem menos alegre... Não venho para aqui culpar a vida, a conjuntura, as dificuldades. Venho para aqui para bater com a minha própria cabeça na parede. E as palavras servem como uma espécie de cabeçada. Pumba, pumba, pumba... O que é que eu ando a fazer com a minha vida? Não sei... O que é que eu vou fazer? Não sei. A minha mente continua em branco, a minha procura interior continua sem respostas... e a culpa é toda minha. Destruí todas as oportunidades, andei a brincar com a sorte e aqui estou a desejar não sei muito bem o quê para o Novo Ano. Não tenho perspectivas, esperança ou perseverança. Sinto-me num quarto escuro e a culpa é toda minha. E agora eu sei que há que levantar a cabeça, ir em frente e não desistir. Mas... não desistir do quê? Sinto-me ridícula e envergonhada... Ando a brincar aos empregos, ao empreendedorismo. Ando a enganar-me a mim própria, porque já nem eu sei bem o que eu quero. Não sei mesmo. Não faço ideia do que hei-de fazer!...

Falhei redondamente comigo própria... Eu sei que não é a insultar-me interiormente ou a chorar compulsivamente que vou resolver alguma coisa, mas a minha frustração tem que ir para algum lado.

O desemprego involuntário é uma merda... Porra para isto.