Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livro de Reservas

Bem vindos! Sou apenas uma Turista cheia de bagagem, em viagem pela Vida, registando Reservas aqui e ali num Hotel chamado mundo.

Livro de Reservas

11.Jun.18

Desvairos #12

Mi

Ainda que gostasse de não tornar 90% dos meus posts em algo lamechas, não consigo evitar. Estão a acontecer muitas coisas, menos boas... Agora que finalmente encontrei a estabilidade emocional para cuidar da minha relação, a Vida presentou-me com novos desafios.

Envelhecer é uma coisa gradual, mas quando me apercebo da realidade, fico a pensar que, na verdade, parece tudo de repente. De repente, o meu avô materno ficou doente; de repente deixou de refilar com os netos por fazerem tanta algazarra nos almoços e jantares de família; de repente deixou de falar no Benfica, de se levantar para beijar a cruz na Páscoa e para se juntar a nós na grande mesa da sala de jantar. De repente, ficou ali, quase acamado, como um vegetal, a ser consumido pela leucemia. De repente, uma vida definha-se à nossa frente.

 

Também de repente, a minha avó paterna deixou de fazer biscoitos e bolo mármore, deixou de assar batatas no forno a lenha e de cozer bola com sardinha. De repente, só caía, andava em médicos e deixou de ser independente. Assim, de repente, e quando dei conta, estava a ampará-la na primeira vez que entrou no Lar, há uma semana. Como isso me partiu o coração...

 

De repente, vejo o meu Pai com problemas de saúde e mesmo na fragilidade emocional em que se encontra, leva o mue avô paterno todos os dias para os tratamentos de radioterapia, pois também de repente, o cancro voltou.

 

De repente, tudo muda. De repente, nas minhas orações já só entram pedidos de força e coragem quando antes eram apenas de gratidão, por poder ter a minha família sã e equilibrada. De repente, espalha-se o pânico em mim e as lágrimas não se contêm. Porque, de repente, ainda tanto pode acontecer....

 

 Imagem daqui