Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livro de Reservas

Bem vindos ao Blog de uma Técnica Superior de Turismo. Dificuldades, Histórias, Curiosidades, Horas de Desespero e de Realização.

Livro de Reservas

25.Nov.17

Confissões #4

Mi

Nos últimos dias tenho relido os posts da rubrica Coisas Fofas que assinala 2 anos neste dia. Tem estado desactualizado, pois a dinâmica dos meus dias só aos poucos me vai permitindo sentar e apreciar, escrever, pensar... Lamento a mim própria ter dado uma pausa a esses posts, pois relê-los traz-me um conforto inexplicável. Nos últimos tempos a minha vida foi uma montanha russa de experiências e emoções e - não querendo fazer deste post (já) um balanço de ano - muitas coisas aconteceram nos meus dias que se foram transformando em semanas e em meses... tão velozes que quase sinto que os deixei escapar no meio das minhas inseguranças, das horas de apatia... Sinto saudades deste ano que passa, cheio de mudanças e coisas novas.

Mudei de casa e, secretamente, tenho alturas em que sinto falta da minha Mãe, das torradas que ela me deixava ao pequeno almoço. Sinto saudades de fazer bolos para o meu Pai, de almoçar com ele. Sinto que tenho sido tão distante, fisicamente, deles por causa do trabalho e isso deixa-me triste. Agora que o trabalho de Auditoria vai terminar vou começar a remediar o que ainda é possível.

É incrível como a vida nos absorve e continua a empurrar-nos no seu ritmo frenético sem deixar que tenhamos o nosso tempo de adaptação, sem permitir que tudo fique no seu lugar para que à noite pudesse deitar a cabeça na almofada e sentir que não tenho nada por fazer, que nada está em atraso.

O blog voltará, também, aos poucos. Tenho saudades de me sentar e escrever todos os pensamentos que têm passado pela minha cabeça, intrepidamente, durante as horas em que estou de tablet na mão a auditar lojas, a contar pessoas e a registar vendas.

Quero voltar às listas, às tarefas concluídas... Quero voltar a sentir que sou capaz de continuar a colocar rumo e organização na minha vida. Tenho tudo para ser feliz! Tenho tantas coisas fofas nos meus dias!

E só tenho receio que não tenha tempo para viver tudo o que ainda quero viver. De melhorar o que sinto necessário.

Porque o tempo passa, sem piedade.

 

 

(Este Texto está em Desacordo Ortográfico.)