Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livro de Reservas

Bem vindos ao Blog de uma Técnica Superior de Turismo. Dificuldades, Histórias, Curiosidades, Horas de Desespero e de Realização.

Livro de Reservas

16.Jun.15

Medricólica Anónima de Trovoada

Mi

Imaginemos um círculo de pessoas, em modo de partilha:

Líder do Grupo: Hoje temos um membro novo no nosso grupo. Dêem as boas vindas à Menina D.

Todo o Grupo: Olá Menina D.

Eu: Olá...

Líder do Grupo: Conte-nos o que a trouxe até nós...

Eu: Bem... Tenho 26 anos e ainda tenho medo da trovoada.

(imaginemos agora olhares de compreensão, sorrisos fechados, acenos de cabeça...)

Ainda eu: Aquele barulho assustador do trovão, deixa-me com pele de galinha... Nunca atendo o telefone quando está a trovejar, pois tenho medo de ser atingida por um raio via linha telefónica... Só saio de casa em emergências e quando saio analiso bem o que vou usar para não atrair nenhum raio... Movimento-me segundo os relâmpagos. Cai um relâmpago e eu corro para o abrigo mais próximo. Deixo passar o trovão e quando cai outro relâmpago torno-me a movimentar. Dentro do carro, ponho a música muito alta para não ouvir os trovões e tento ignorar os raios que vão caindo enquanto conduzo.

O que mais me transtorna é ver pessoas a caminhar na rua naturalmente como se não fosse o fim do Mundo... COMO É POSSÍVEL TANTA DESCONTRAÇÃO? (momento de calma...) Não consigo perceber como andam as pessoas tão descontraídas na rua, sabendo que podem ser atingidas por um raio a qualquer segundo...? Estou a empreender uma mudança para conseguir ser assim...