Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livro de Reservas

Bem vindos! Sou apenas uma Turista cheia de bagagem, em viagem pela Vida, registando Reservas aqui e ali num Hotel chamado mundo.

Livro de Reservas

30.Ago.20

Aprendizagens.

Mi
Quantos dias passaram... a percepção é que pareceram quase todos tão iguais quanto de velozes ou diferentes. Dei tempo a mim, aos meus pensamentos e expetativas e, por opção, senti que precisei de parar, também por aqui. Foi um longo tempo de introspeção, de auto-conhecimento e de uma aprendizagem que não teria se não fosse este período de paragem forçada. Desde Março, muito mudou: procurei reinventar-me (...)
20.Abr.20

Baú.

Mi
Nesta quarentena não é novidade como todos temos concretizado assuntos pendentes na nossa lista de tarefas, com mais ou menos vontade e com a dedicação possível. Estou confinada a casa há exatamente 1 mês e 1 semana e sim, já risquei muitas das minhas tarefas que exigiam mais tempo e dedicação - limpar azulejos, lavar janelas, destralhar e organizar armários da cozinha, destralhar roupa e calçado - mas também já estive uns dias seguidos a sentir-me um vegetal, só a ver (...)
12.Abr.20

Renascer.

Mi
É Primavera. É Páscoa. Tudo renasce e se converte em nova vida, com tanta força que no ar só sinto a brisa da esperança e da conquista. A paciência vem-me sussurando ao ouvido: um passinho de cada vez, um minuto de cada vez, uma hora de cada vez, um dia de cada vez - é este, o ritmo da Natureza. É esta a inspiração que encontro, todos os dias, nas minhas pequeninas flores que vão nascendo, todos os dias, um pouco mais. Cuido-as com carinho. Meias adormecidas desde o final do (...)
31.Mar.20

Distância.

Mi
Num tempo de distanciamento em que tudo deveria estar mais perto, a névoa da solidão sobrepõe-se. Da solidão, da dúvida, da incerteza. Continuamos absorvidos por nós próprios, debitamos meia dúzia de conselhos e diálogos ocos em grupos que nunca existiram, na verdade, fora do contexto das redes sociais. É o suficiente para mostrar ao outro que "estamos aqui"! Não há conversas privadas, e entre desabafos tímidos, ouvimos que estamos todos no mesmo barco, relativizamos o (...)